Image
Image
Quinta, 09 Julho 2020

P Palavra de Mulher

Tentaram silenciar a palavra de uma mulher

O aniversário de 5 anos de Luyara Santos, filha de Marielle Franco. Hoje Luyara tem 20 anos.

 

Mãe, Socióloga, Negra e eleita pelo Povo.

Essa coluna não poderia abordar outro fato hoje senão a morte de Marielle Franco; de certa forma todas as mulheres brasileiras morrem um pouco.

Mesmo as que adotaram um discurso de desdém com a execução dela morrem um pouco também.

A luta de uma mulher negra, pobre, periférica e mãe; que consegue ingressar em uma universidade e concluir os estudos já é algo notório; mas a luta de uma mulher que chega a vida pública como a quinta vereadora mais votada na cidade defendendo causas tão abandonadas é fantástica.

Marielle defendia propostas como, por exemplo, aumentar horário das creches, atendia famílias de policiais mortos dando encaminhamento para suporte advocatício e psicológico. Ela não defendia bandidos! Defendia a transparência nas ações da polícia e denunciava a truculência com os moradores que em nada tem haver com a guerra que se instalou no Rio. A maioria da população que vive na Maré ou qualquer comunidade é de trabalhadores que movem o Rio de Janeiro.

As redes sociais hoje estavam tenebrosas com discursos de ódio, de risos e deboche a morte de Marielle; e o pior que muitas vezes vindo de mulheres.

A tentativa de descaracterizar como absurda a execução de uma representante do povo se baseava em comparações absurdas. Meu caros amigos; se a morte de uma Vereadora com tamanha representatividade não tiver importância imagina o quanto vale nossa vida?

Imaginem o mar de lama que se forma no nosso estado quando alguém ou alguma organização se sente à vontade para matar quem ousa discordar dos métodos usados.

Saiam da bolha e tentem entender porque locais com milícia não fazem parte da intervenção; porque alguém que visava acompanhar essa intervenção foi executada? Está tudo bem? Não está! Quando o direito de discordar é cerceado estamos à beira de um precipício, a democracia está seriamente abalada e ameaçada.

Já circula pelas redes o vídeo de uma vereadora que fala sobre um acontecimento, com fotos de outro e a atribuição a Marielle! Muitos “fake news” nascendo com a clara intenção de manipular a opinião do povo.

Não se deixem levar por factoides, pesquise, eu preciso ter esperança, nossos filhos precisam!

Não posso acreditar que essa perda enorme se resume para a sociedade em comparar visibilidade de tragédia.

A Marielle não defendia bandidos, e se você acha isso é porque o senso comum te fez acreditar que bandido é só preto morador de favela!

Nesse caso policial corrupto e miliciano não é bandido.

Marielle Franco vive!  A palavra de mulher de hoje é dela!

1000 Caracteres remanescentes


Fundado em 28 de fevereiro de 2018.
Editor/Fundador: Jeff Castro

Opinião:
Jeff Castro - Trocando em Miúdos
Virgílio Meirelles - Se resignar ou se indignar


 

balao 02

(24) 99295-7576
contato@papagoiaba.com